10 de out de 2011

SITUAÇÕES COMPLICADAS

ROUPA QUE DEFORMA O CORPO

Nosso corpo é uma verdadeira máquina, formado por trilhões de células perfeitamente organizadas em tecidos e órgãos que diariamente executam uma perfeita sinfonia de funcionamento. Em sua grande maioria, nascemos com corpos perfeitos, que deve ser tratado com respeito e cuidado. Muito se fala dos cuidados com o corpo físico mantendo uma  alimentação saudável, fazendo exercícios físicos e também vestindo roupas adequadas numa tomada de consciência. Muitos estilistas tentam se diferenciar com marcas que se voltam para o conforto e tecidos orgânicos com tingimento natural, mas o que vemos por aí é muita roupa apertada e acessórios que deformam o corpo e a imagem. Com intuito de ajudar pensei nessa postagem com muito carinho dando dicas, orientações  e soluções dentro da moda atual. Sapatos apertados, bricos pesados, calças baixas, tomara- que-caia que cai incomodam e muitas vezes nos colocam em situações complicadas.


Saltos muito altos: O uso constante de salto alto afeta a espinha dorsal causando problemas na coluna. Em casos extremos a pessoa pode chegar a não conseguir usar sapatos baixos. Também é necessario equilibrio e porte para usar um salto de maneira adequada para não correro risco de cair e se machucar.

Quando quiser um salto maior que 7cm, prefira aqueles que têm plataforma e com base mais larga para andar com mais conforto e elegância. Saltos altos favorecem mulheres de estatura baixa, mas devem ser usados com cautela. Mulheres altas devem evitar saltos muito grandes e com plataforma. Para as gordinhas, o recado é evitar sapatos pontudos, de salto agulha.



Sapatos apertados: Provocam unha encravada, bolhas, joanete e chulé. As chinesas, por exemplo, costumavam usar sapatos para impedir o crescimento do pé, atrofiando o que é chamado de “lótus dourados”. Com isso, comprometiam o equilíbrio e a locomoção.

Para evitar tudo isso se recomenda que a compra dos sapatos seja feita no final da tarde, quando seus pés já estão mais inchados. Assim, evita-se o aperto inesperado no futuro, causando o incômodo e outros probleminhas. O uso da meia fina melhora a sensação de aperto, pois deixa o pé deslizar no sapato.


Calças apertadas demais: Quando a calça está apertada demais acaba estragando o dia. Deixa a pessoa sem movimentos. Para ficar atraente não é essencial o uso de roupas apertadas. Pode-se optar por uma calça do seu tamanho com a modelagem mais seca. Com isso, você evita mostrar alguns problemas do corpo.

Algumas mulheres exageram ao seguir a moda, e com isso acabam deformando o próprio corpo, em busca de uma beleza maior. Prefira uma roupa confortável e elegante. Quem está acima do peso não deve ter vergonha de escolher uma calça do seu tamanho. Pior é ficar com as gordurinhas saindo.



Calça baixa demais: Não há nada mais deselegante do que mostrar o cofrinho. Mesmo sabendo que a calça de cintura baixa tem seu charme, deve-se tomar cuidado. Nessa situação, prefira uma blusa mais comprida que cubra aquela região do corpo mesmo quando você estiver sentada. Caso a blusa vá por dentro da calça, opte por usar um cinto. Além de ficar bonito, ele ajuda a segurar a calça.


Sutiã desproporcional: O uso diário de sutiã é bom e necessário. Mas tome cuidado em como usá-lo. Escolha o sutiã mais adequado para o seu tipo de seio, respeitando formas e tamanhos. Assim, as mulheres que têm seios grandes devem usar sutiãs com laterais e costas largas. Se usar um número menor o seio fica com uma dobrinha, o que deixa a mulher deselegante, além do incômodo causado.

Algumas marcas aproveitaram para fazer sutiãs com alças decoradas, já que muitas garotas gostam de mostrá-las. Mas pense bem: nem sempre é legal a alça ficar aparecendo, mesmo que seja própria para isso. Já o sutiã muito usado, com barbatanas, pode machucar quando está apertado. Geralmente, ele acaba soltando a barbatana e marcando a pele. Se a blusa for de cor clara, opte pelo sutiã cor da pele. Para pessoas de tronco grande, o melhor é evitar cavas muito grandes que deixem o sutiã aparecer. Lembre-se, o sutiã é uma conquista não um incômodo.



Blusas justas que sobem o tempo todo: Tanto mulheres magras quanto gordinhas se sentem mal quando a blusa ficar saindo do lugar. Geralmente essas blusinhas justas, mesmo não sendo curtas, são terríveis para sua comodidade, principalmente se você estiver acima do peso. Coloque na blusa um cinto largo para segurar, deixando o look mais moderno. Aproveite blusas balonê, trapézio e vestidinhos para usar com calça. Eles estão na moda! Opte por blusas mais compridas e mais largas, dependendo da sua estatura. Pessoas de tronco curto podem usar um pouco mais de decotes e túnicas abaixo da cintura. Tronco longo: decotes canoas, túnicas bem soltas, blusas sempre para fora da calça.


Tomara-que-caia que cai: A blusa tomara-que-caia é ideal para ser combinada com sutiã do mesmo estilo. Não fica bonito vesti-la com sutiã de alça, mesmo que seja de silicone. O ideal é que a blusa possua um elástico ou fique bem presa ao corpo para não cair. Mulheres de seio muito farto não devem usar nem mesmo no biquíni, e é melhor optar por estilo meia taça. Já as de seios pequenos e médios podem ficar mais tranqüilas de tomara-que-caia. Mas se te incomoda ter seio pequeno, abuse dos bojos. Alguns modelos, de biquínis, tomara-que-caia vêm com a alça opcional. Se ficar escorregando evite situações constrangedoras e coloque a alça.


Bracelete pesado ou muito largo: O bracelete não é bem quisto por todas as mulheres, já que algumas preferem o uso de acessórios mais femininos e delicados. O bracelete, dependendo do tamanho e material que foi feito, acaba atrapalhando o movimento do braço ou até mesmo machucando por ser rígido e pesado. As baixinhas devem simplesmente evitar este acessório, deixando-o para as mais altas, que possuem o braço mais comprido.


Brincos pesados: Brincos grandes e pesados podem rasgar a orelha. Tome cuidado quanto ao exagero do uso. Caso use brincos pesados diariamente, prefira os de pressão. Mulheres de estatura baixa ficam muito mais elegantes com brincos menores e mais delicados, pois eles mantêm a proporção.

Já as mulheres altas podem exagerar um pouco mais nos tamanhos, desde que não prejudique sua orelha. Atualmente, algumas pessoas estão usando o alargador, mas cuidado: com o tempo a orelha não volta mais ao seu tamanho normal.

Lembre-se: não use nada só porque está na moda!

Nenhum comentário:

Postar um comentário